Abertura: De terça a domingo.

Praça D. João III, 2

5210-190 Miranda do Douro

Balbina Mendes

Abertura da Exposição “A Segunda Pele”, da autoria de Balbina Mendes, dia 19 de agosto, pelas 18h00, no Antigo Paço Episcopal – Miranda do Douro.

O evento contará com um momento musical a cargo do Grupo Hardança, bem como uma conversa em torno do tema da Exposição e do Movimento Cultural da Terra de Miranda, com José Francisco Meirinhos e José Maria Pires.

A série de pinturas A Segunda Pele resulta do fascínio pela máscara, símbolo do outro, ou dos inúmeros que habitam cada ser humano.

Assim, a máscara pode ser percepcionada num ícone ancestral, num poema, nas camadas de tinta sobrepostas, ou no plexiglass que se sobrepõe a um rosto.

A Segunda Pele são as múltiplas máscaras que ocultam e denunciam, obliteram e revelam… No caso do plexiglass, camada exterior que se introduz nalgumas pinturas desta série, só por si funciona como dupla máscara. É como um filtro que, por um lado, distancia o espectador da superfície da tela; por outro, adiciona uma nova imagem e grafismo à pintura.

Simultaneamente, o reflexo do plexiglass convoca o observador a interagir com a obra, ao ver a sua imagem projetada para além do rosto que observa, adicionando-lhe uma nova máscara, uma outra pele.