Abertura: De terça a domingo.

Praça D. João III, 2

5210-190 Miranda do Douro

Termus Zamora

Dias 7 e 8 de outubro, no Museu de Etnologia de Castela e Leão (Zamora), terá lugar o Congresso Internacional Termus – Territórios Musicais. A iniciativa assinala o encerramento deste projeto de cooperação transfronteiriça.

Trata-se de uma iniciativa promovida no âmbito do projeto TERMUS, assinalando o encerramento desta iniciativa de cooperação transfronteiriça, financiada pelo INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP) e desenvolvida pelo Museu da Terra de Miranda e pelo Museu de Etnologia de Castela e Leão (Zamora).

O projeto Termus – Territórios Musicais teve por objetivo a recuperação, conservação e valorização do Património Material e Imaterial relacionado com a música tradicional e popular do Planalto Mirandês e da província de Zamora (Espanha), através da recolha sistemática e da difusão de testemunhos orais que preservem a solidez da memória sonora deste território e a sua diversidade cultural.

O Congresso Internacional é uma magnífica oportunidade para promover o debate, a reflexão e a promoção da música tradicional da raia hispano-portuguesa, tendo por objetivo promover o debate e expor as metodologias e técnicas de recolha e levantamento utilizadas, bem como os resultados obtidos ao longo deste trabalho de investigação.

Nos dias 14 e 15 de outubro, o Congresso Internacional Termus – Territórios Musicais, em território português, decorre no Miniauditório Municipal de Miranda de Douro.

PROGRAMA (dias 7 e 8 outubro)

Viernes 7 de octubre – Salón de actos Museo Etnográfico

10:00-10:30 Recepción de participantes y entrega de documentación

10:30-11:00 Presentación del proyecto TERMUS. A un lado y otro de la Raya

José Luis Calvo Domínguez (Museo Etnográfico de Castilla y León)

Celina Pinto (Museu da Terra de Miranda. Direção Regional de Cultura Norte)

11:00-11:45 Javier Montes Sánchez y Ángel Páez Ayala. Los instrumentos tradicionales de la Raya: construcción y catalogación

11:45-12:15 Pausa café

12:15-13:00 Mário Correia. (An)danças raianas: “Maridito”, um laço viajante

13:00-13:45 Ricardo Santos. Territórios musicais -Intrumentos e práticas nos ritmos da mudança

17:00-17:45 Julia Andrés Oliveira. El baile charro en la provincia de Zamora: características musicales y rítmicas

17:45-18:30 Enrique de Jesus Fernandes. Técnicas de construcción de palletas y pallones

18:45-19:45 Mesa redonda

Sábado 8 de octubre – Salón de actos Biblioteca Pública

10:00-10:45 Lucía Urones Sánchez. El baile sanabrés como ejemplo de baile tipo suite. Características y análisis musical

10:45-11:30 Emilio Ruiz Trueba. La música de la Raya como representación en el Museo Etnográfico de Castilla y León

11:30-12:00 Pausa café

12:00-12:45 Alberto Jambrina Leal. Kurt Schindler, García Matos y las Alboradas de Trás-os-Montes, Sanabria, Carballeda y Aliste

12:45-13:30 Diogo Silva Araújo. Pauliteiros de Miranda: compreender fenómenos de afirmação identitária e o perigo de un produto folclorístico