Abertura: De terça a domingo.

Praça D. João III, 2

5210-190 Miranda do Douro

Cozinha Mirandesa

Cozinha Mirandesa

A expressão cozinha mirandesa não designa apenas um espaço onde se confecionavam e tomavam as refeições. Representa, até há escassos anos, no contexto doméstico do Planalto Mirandês, a área mais relevante da casa.

Mais do que de uma vulgar cozinha, referimo-nos a um espaço social onde ocorriam muitos e marcantes momentos da vida familiar. A conhecida expressão sobre a cozinha que refere: aí se nascia, aí se crescia, aí se morria, sublinha bem a importância e a relação do homem com este lugar.

Sendo a cozinha o local mais quente da casa era aí que se passavam os longos serões de inverno, onde se fiava, se fazia a meia, se educavam os filhos, onde se rezava, se organizavam e decidiam as rotinas e as tarefas familiares e agrícolas.

Aqui se transmitiam os conhecimentos e os saberes, falados em língua mirandesa. Não deixa, neste cenário interior, de existir regras de hospitalidade e excelentes banquetes coordenados em tempos e espaços de festa.

De referir nestas situações os baptizados, as matanças do porco, as colheitas, as vindimas, onde a mesa se repartia com familiares e amigos.

**Texto em Língua Portuguesa**

La cozina mirandesa nun ye solo la parte de la casa adonde se fazie i se quemie l quemer, era, anté poucos anhos atrás, ne l Praino Mirandés, la parte más amportante de la casa.

Más do que de ua cozina, amentamos nun campo social adonde acuntecien muitos i amportantes cachos de la bida familiar. L conhecido dito subre la cozina: ende un nacie, ende un crecie, ende un se morrie, marca bien l’amportança i la relaçon de l home cun esta parte de la casa.

Sendo la cozina l cacho más caliente de la casa, era ende que se passában ls grandes seranos d’ambierno, adonde se filaba, se fazie na meia, s’eiducában ls filhos, adonde se rezaba, se treminaba la bida familiar i l trabalho. Eiqui s’ansinában ls conhecimientos i ls saberes, na nuossa fala.

Nun deixaba eiqui, drento de puortas, d’haber leis de bien recebir i buonas bodas, an tiempos i campos de fiesta, cumo tal, ls batizados, las matáncias de ls cochinos, las bendímias, las colheitas, quando la mesa se debedie cun familiares i amigos.

**Texto em Língua Mirandesa**

Clique para ouvir som ambiente: